Tudo sobre a conjuntivite em gatos

Classifique o artigo

É tutor de um ou vários gatos? Cuida de uma colônia de gatos exterior? Então já deve saber que os gatos poderão ter diversas doenças. Algumas dessas doenças poderão ser prevenidas com as vacinas, com as desparasitações internas e externas, com cuidados e limpeza e com carinho e amor.

Licença: 
CC Attribution-ShareAlike 2.0

É tutor de um ou vários gatos? Cuida de uma colônia de gatos exterior? Então já deve saber que os gatos poderão ter diversas doenças. Algumas dessas doenças poderão ser prevenidas com as vacinas, com as desparasitações internas e externas, com cuidados e limpeza e com carinho e amor. Mas sabia que os gatos podem sofrer de conjuntivite? Pois claro que podem, e esta doença deverá ser devidamente seguida e tratada de modo a que o seu gato recupere e tenha uma vida comum e confortável. Falemos então da conjuntivite em gatos: o que é, quais são os seus principais sintomas e de que formas poderá ser tratada.

O que é a conjuntivite em gatos?

A conjuntivite felina consiste numa inflamação que surge nos olhos do seu gato. Esta mucosa é responsável pela proteção dos olhos do gato, pelo que é um problema que deve ser observado a nível profissional e tratado o mais cedo possível. Enquanto no seu estado saudável as ditas mucosas deverão apresentar um aspecto rosado, quando acontece uma conjuntivite felina, poderão surgir vermelhidão e secreções resultantes da infecção. Os sintomas verificados para o diagnóstico desta doença poderão surgir de diversas formas, mediante o tipo de agente que cause a infecção.

Quais são os principais sintomas da conjuntivite em gatos?

Os sintomas desta conjuntivite poderão começar com a vermelhidão acima descrita, passando para secreções oculares que contribuirão para o avanço da irritação. Devido a esta irritação, o seu gato poderá começar a coçar a área dos olhos, tocando frequentemente nesta, o que representa o incômodo que a doença traz consigo. As secreções poderão variar em termos de cor. Verificar-se-á também que os olhos do seu animal irão inchar e lacrimejar constantemente. As causas deste problema poderão ser exteriores, como alergias, mas também interiores, através de problemas respiratórios, casos estes em que se verificarão espirros.

De que formas poderá ser tratada?

A conjuntivite felina poderá ser tratada, sempre através dos conselhos do médico veterinário do seu animal e através de medicação adequada. Para além disto, não deverá coçar os olhos do seu gato, nem fazer lavagens com soro fisiológico usando o auxílio de gaze e não algodão, uma vez que estes poderão deixar resíduos que contribuirão para o avanço do problema. Remédios caseiros para o inchaço dos olhos passam pela infusão de camomila, porém não substituem a necessidade de produtos de limpeza ocular como o colírio, receitado pelo médico para que estejam de acordo com o gato e a sua situação. O sistema imunológico não deverá ser esquecido, pelo que o gato deverá ser devidamente alimentado e, caso o veterinário aconselhar, poderá haver a hipótese de suplementos vitamínicos.

Agora que leu o artigo, sentir-se-á mais bem informado e preparado para lidar com esta doença felina, no entanto, não se esqueça de que por muito que possa pesquisar e ler sobre o assunto e possíveis remédios caseiros, não deverá agir sem o parecer profissional de um médico veterinário, portanto, se verificar que o seu gato – ou um dos seus gatos – apresenta sintomas de conjuntivite felina, deverá dirigir-se ao médico veterinário para que este analise a situação e providencie um plano para o tratamento da doença. Não empregue tratamentos, sejam caseiros ou não, sem o consentimento do médico veterinário sob pena de, ao invés de resolver o assunto, agravá-lo e fazer, possivelmente, com que seja mais difícil ou impossível um tratamento real e eficaz. Não se brinca com os olhos, sejam eles humanos ou animais!

Classifique o artigo

Publicidade