Por que é que o seu gato está espirrando?

Classifique o artigo

O seu gato não para de espirrar e você não sabe o que se passa? Não entre em pânico! Espere umas horas e veja se os espirros passam ou se se revelam contínuos.

Licença: 
CC Attribution 2.0

O seu gato não para de espirrar e você não sabe o que se passa? Não entre em pânico! Espere umas horas e veja se os espirros passam ou se se revelam contínuos. No entanto, o recomendado é que, diante da ocorrência de espirros renitentes por mais de 24h, procure imediatamente um especialista veterinário que irá fazer o diagnóstico adequado e, com base nos resultados obtidos, administrar o tratamento conveniente. Para o ajudar, fizemos uma lista dos motivos mais frequentes que levam os pequenos felinos a ter ataques de espirros!

1. A Rinotraqueite Felina

Mais conhecida como a “gripe dos gatos”, essa doença é causada por alguns tipos de vírus, como: o Herpesvírus, o Clamydophila felis, o Calicivírus, o Mycoplasma, entre outros. Seu contágio se dá pelo contato de um animal saudável com outros doentes através, principalmente, das secreções eliminadas.

2. Alergias 

Assim como os humanos, os bichanos também são suscetíveis a alergias aos mais diversos produtos, como: produtos químicos, poluição, poeira, carpetes, e ainda aos fungos. Seu tratamento se dá através da manutenção de um ambiente saudável, limpo e arejado. E no caso do surgimento de espirros prolongados, procurar o médico veterinário, que irá tratá-lo através da eliminação de outros possíveis causadores do sintoma.

3. Rinite

Como já foi dito, os bichanos também estão sujeitos às doenças comuns aos seres humanos, como a rinite alérgica. Geralmente causada por uma reação das vias respiratórias à presença de partículas estranhas, apresenta sintomas, tais como: espirros, produção de secreção pela via nasal (geralmente de mau odor), etc. Nos gatos, muitas vezes é causada por estresse e situações estranhas ao seu cotidiano.

4. Corpos Estranhos nas fossas nasais

É algo que pode ser ao mesmo tempo de fácil solução, como pode exigir até mesmo intervenções cirúrgicas. Ocorre tanto pela presença de corpos estranhos nas vias respiratórias do animal, como até mesmo pela existência de tumores que o gato, inutilmente, tentará eliminar através de espirros. Mesmo sendo uma causa simples (a de objetos estranhos), é indispensável a orientação de um especialista.

5. Cheiro desagradável 

De tão sensíveis que são, até mesmo um odor desagradável e estranho à sua sensibilidade pode ser a causa de espirros em gatos. O odor de um alimento, de uma bebida, do ambiente (devido à uma péssima condição de higiene) e até mesmo de outros animais, podem ser agentes causadores espirros contínuos. Um médico veterinário é o profissional indicado para diagnosticar as causas naturais e orgânicas responsáveis por esse tipo de evento em felinos.

6. Excesso de calor

Para evitar esse tipo de transtorno em seu bichano o recomendado é criá-lo sempre em um ambiente arejado, ventilado, higiênico e onde ele possa movimentar-se livremente. Também mantê-lo constantemente hidratado é uma forma bastante eficaz de evitar a ocorrência desse sintoma. Em regiões onde geralmente o clima é mais quente, deve-se ter um cuidado especial com a alimentação e com a umidificação do local. Tudo isso para que o seu felino se mantenha sempre forte e saudável.

7. Pneumonia

Geralmente ocorre quando não se trata adequadamente a gripe felina. O resultado é a infecção pulmonar grave, que pode levar o animal ao óbito em menos de uma semana. Além de indicar o problema através de espirros, sofrerá também com perda de peso repentina, apatia, perda de apetite, pelagem sem vida e sem brilho; além de respiração difícil. O tratamento se dá através da intervenção de especialistas e de cuidados domésticos quanto à alimentação, higiene, entre outros.

Classifique o artigo

Publicidade