Os melhores repelentes para gatos

Classifique o artigo

Os gatos dificilmente respeitam as proibições impostas pelos donos e fazem de toda a casa um imenso parque de diversões. Para tentar controlar essa situação é usual recorrer a repelentes destinados a impor limites geográficos aos gatos.

Gato com ar de assustado
Licença: 
CC Attribution-NonCommercial-NoDerivs 2.0

Os gatos dificilmente respeitam as proibições impostas pelos donos e fazem de toda a casa um imenso parque de diversões. Para tentar controlar essa situação é usual recorrer a repelentes destinados a impor limites geográficos aos gatos. Vamos então aprender a repelir os gatos sem nunca usar a violência!

Limão

Os humanos apreciam o aroma do limão mas os pequenos felinos detestam-no. Utilizar limão quer seja na forma de sumo, quer seja na forma de spray, resulta muito bem como repelente para gatos. Colocar um pouco de sumo de limão numa garrafa plástica ou de vidro e borrifar com esta mistura o local aonde se pretende que o gato não vá, costuma ser suficiente para manter o bichano afastado. Há quem opte também por limões cortados em rodelas finas, e estrategicamente disseminados nos lugares interditos ao gato.

Eucalipto

Outro aroma muito apetecível para as pessoas mas terrível para os gatos é o cheiro do eucalipto. Ferver folhas de eucalipto em água e espalhar a infusão obtida por onde se entender é uma maneira eficaz e simples de manter os gatos afastados de determinados locais.

Pimenta

Os gatos não gostam do cheiro de pimenta e fogem de qualquer sítio aonde sintam este odor intenso. Polvilhar pimenta em pó diretamente nas superfícies, ou ferver uma pequena porção de pimenta em água e espalhar depois a mistura por cima das zonas que se pretendem a salvo dos gatos, é uma das estratégias mais utilizadas para repelir os bichanos.

Lavanda

A lavanda tem um cheiro delicioso e é até usada como perfume, mas não existe um gato que suporte o cheiro a lavanda. Por isso se tem empregue lavanda como um poderoso repelente natural para gatos. Lavanda fresca, ou água fervida com lavanda, ou ainda essência de lavanda comprada nas drogarias, serve muito bem para manter os gatos no seu lugar.

Pó de café

O aroma do pó de café também afasta os gatos e as borras que sobram depois da utilização do café são perfeitas como repelente. Como as borras de café sujam se forem aplicadas diretamente nas superfícies, convém que se impregne um pano com o pó do café e se esfregue delicadamente os lugares a salvaguardar. O cheiro permanece, ainda que impercetível para os humanos, e previnem-se manchas e sujidade. 

Misturas de ingredientes

Embora quase todos os gatos manifestem igual repulsa pelos mesmos ingredientes, outros enfrentam sem dificuldades aparentes qualquer odor com que sejam brindados. Para esses casos mais difíceis existe sempre a alternativa de se misturarem elementos, até acertar na combinação ideal para cada gato. Limão e eucalipto, ou pimenta e pó de café, ou todos esses juntos, a combinação vai depender da capacidade de reação e de resposta de cada gato.

Repelentes químicos

Existem à venda no mercado diversos produtos químicos destinados a repelir os gatos. A grande maioria desses produtos está devidamente testada e são recomendados para uso nos gatos domésticos, sem necessidade de receios. No entanto é sempre preferível o recurso a produtos naturais, mais económicos e mais amigos do ambiente, e com a grande valia de não apresentarem risco de espécie alguma para a saúde do animal.

Quais os ingredientes que nunca devem ser utilizados para repelir gatos?

Nunca utilizar lixivia, molhos picantes, pimenta vermelha, inseticidas de espécie alguma, ou outros preparados químicos nocivos para a saúde dos humanos e dos gatos. NUNCA borrife diretamente para o focinho ou olhos do animal, para evitar alergias e complicações mais graves no aparelho respiratório ou na visão do gato. Não insistir num repelente do qual se desconfie dos resultados e nunca excluir uma visita ao veterinário caso o gato insista em urinar fora do tabuleiro, ou apresente reações adversas e inesperadas a algum dos repelentes.

Os gatos são teimosos, desobedientes por natureza e muito voluntariosos. Utilizar repelentes como forma de garantir que não invadem ou danificam espaços que não lhes são destinados é uma técnica inofensiva, desde que levada a cabo com prudência e moderação. No entanto, há que ter paciência e muita perseverança pois nem todos os repelentes vão fazer efeito durante muito tempo e nem todos resultam de forma tão eficaz quanto a esperada. É preciso um acompanhamento da situação e uma análise progressiva dos efeitos e da durabilidade do repelente, para que se possa finalmente optar pela fórmula ideal para cada gato.

Classifique o artigo

Publicidade