Leucemia felina: descubra o que é

Classifique o artigo

Tal como acontece com os humanos, os gatos estão sujeitos a diversas doenças, sendo muitas delas apenas específicas à espécie ou até mesmo à raça do gato, mas também outras semelhantes ou contagiosas em relação a outras espécies, incluindo os humanos.

Licença: 
CC Attribution-ShareAlike 2.0

Tal como acontece com os humanos, os gatos estão sujeitos a diversas doenças, sendo muitas delas apenas específicas à espécie ou até mesmo à raça do gato, mas também outras semelhantes ou contagiosas em relação a outras espécies, incluindo os humanos. Falemos então da leucemia felina: o que é, quais são alguns dos seus principais sintomas e quais são algumas das formas de tratamento, entre outras indicações relevantes para que previna problemas graves adjacentes a esta doença no seu amigo felino.

O que é a leucemia felina?

A leucemia felina é uma doença retroviral, também conhecida por FeLV, que ataca o sistema imunológico dos gatos, sejam estes os de casa ou os selvagens. Uma vez que se trata de um vírus imunológico, este compromete as defesas do corpo do felino, fazendo com que este esteja mais susceptível a outras doenças, pelo que o animal deve ser tratado o mais depressa possível. É importante salientar que cerca de 5 a 15 % dos felinos têm este vírus, sendo que este nem sempre demonstra os seus sintomas. A partir do momento em que o vírus ataca, a esperança média de vida do felino reduz-se para apenas dois anos, visto que esta doença ainda não tem cura.

Quais são alguns dos seus principais sintomas?

Sendo que na maioria dos casos não são apresentados sintomas, é necessário que o diagnóstico seja feito cedo, para que possa aproveitar a companhia do seu felino por quanto tempo possível.

Sintomas mais frequentes:

  • Perda de apetite ou peso
  • Desnutrição
  • Secreção excessiva a nível ocular e/ou nasal
  • Diarreia persistente
  • Tumores em células linfáticas
  • Imunodeficiência

Que formas de tratamento existem?

Antes do diagnóstico é importante que saiba que deve vacinar o seu gato para a prevenção desta doença. Aquando a detecção da doença, é importante que existam cuidados redobrados em relação ao seu gato para tratar os sintomas associados ao vírus e todas as doenças que possam surgir por este ter o sistema imunológico em baixo. A FeLV não tem cura, porém, é possível criar alguma qualidade de vida ao seu felino quando os sintomas começarem a surgir através de diversos tratamentos.

Transmissão da doença

Ao contrário do que por vezes é dito, a leucemia felina não é transmissível a humanos. É contagiosa para outros gatos através do sangue e/ou saliva, no entanto, ao vacinar os seus gatos contra esta doença, o risco de esta se desenvolver diminui em 95%.

Caso desconfie que o seu gato poderá estar doente, seja o problema a leucemia felina ou quaisquer outros problemas de saúde ou complicações, dirija-se ao médico veterinário o mais rápido possível.

Classifique o artigo

Publicidade