As fases da gestação de uma gata

Classifique o artigo

O milagre da vida é sempre agradável de se testemunhar. Desde o início da gestação ao parto, todas as mães passam por várias fases, cada uma especial e importante para o desenvolvimento do bebê!

Licença: 
CC Attribution 2.0

O milagre da vida é sempre agradável de se testemunhar. Desde o início da gestação ao parto, todas as mães passam por várias fases, cada uma especial e importante para o desenvolvimento do bebê! E nas mamães gatas não é diferente… Esta gestação poderá ser devidamente seguida pelos seus humanos, com o auxílio dos veterinários, para que tudo corra pelo melhor. Há que seguir todas as indicações para que a gestante tenha uma experiência positiva e que os filhotes nasçam saudáveis. Assim sendo, fique a conhecer a gestação de uma felina, para que não fiquem dúvidas sobre esta linda fase!

1. Fertilização do óvulo

O primeiro passo passa-se durante o cio, em que os espermatozoides migram no corpo da gata. Relembremos que uma gata poderá ter uma ninhada de mais de 5 gatinhos, pelo que a segunda fase é a ovulação.

2. Ovulação

Entre 24 a 36 horas após a cópula, surgem os óvulos que irão ser fecundados no 2º a 3º dia.

3. Blastocistos

Agora fecundados, os óvulos denominam-se blastocistos que irão implantar-se na parede uterina entre o 12º e o 14º dia.

4. Desenvolvimento

Do 12º ao 24º dia, os blastocistos tornar-se-ão embriões que irão começar por desenvolver primeiramente os órgãos principais nas duas semanas seguintes.

5. Alterações nas glândulas mamárias

Enquanto o pelo da barriga da gata junto dos mamilos diminui, estes aumentam e começam a apresentar uma cor rosada entre 15º ao 22º dias.

6. Enjoos

Tal como algumas gestantes humanas, as gatas também sentem enjoos e vomitam durante a gestação, especialmente durante a manhã. Isto acontece entre 21º e 28º dia. Nesta altura é recomendável uma alimentação mais regrada e em pequenas porções ao longo do dia.

7. Pequeninos, mas já sentidos

A partir do 26º dia, o médico veterinário já conseguirá sentir os embriões através do método da apalpação, uma vez que estes já têm um tamanho semelhante a uma noz.

8. Atenção à alimentação

A alimentação da mãe gestante deve ser tomada em especial atenção a partir do 29º dia. A ração escolhida deverá ser a adaptada para gatos bebês, uma vez que é esta a indicada para a boa formação dos fetos, que deverão já estar formados. É importante que a mudança de ração seja feita por fases e, mais uma vez, racionada.

9. Aumento da barriga e altura da contagem

Ao 35º dia a barriga fica mais larga e 10 dias depois será possível conseguir contar o número de filhotes na ninhada através de palpação.

10. Preparação

Nos próximos dias a gata começará a procurar um ninho e a limpar-se meticulosamente. Adicionalmente, poderá começar a ficar ansiosa e a barriga crescerá ainda mais e poderá já sentir-se o movimento dos filhotes na barriga da mãe.

11. Ajuda

Agora está na hora do seu humano entrar em ação! Deverá ajudar a gata a manter-se limpa e confortável, bem como prepara-la e limpá-la para o nascimento dos filhotes que estão perto de chegar.

12. Leite

A partir do 59º dia poderá começar a surgir a secreção do leite. Depois, será necessário que retire a temperatura diária da gata através de um termômetro retal. Quando a temperatura descer, está na hora de nascer.

13. Nascimento

Poderá sair uma secreção branca ou sangue através da vulva da gata e, no dia 64 ou 65 os filhotes deverão nascer.

É necessário um acompanhamento próximo da gatinha durante a gestação para que tudo corra pelo melhor. Uma ninhada de gatinhos poderá ser grande, pelo que se não puder ficar com todos, deverá encontrar donos para eles o mais depressa possível. No entanto, tenha em atenção que os gatinhos deverão permanecer com a mãe até deixarem de mamar e estarem prontos para irem para a nova família!

Classifique o artigo

Publicidade