Como escolher a melhor coleira para gatos

Classifique o artigo

As coleiras para gatos possuem diversas utilidades. Por exemplo, uma coleira identificativa pode ser uma forma de recuperar um gato perdido e as coleiras inseticidas são valiosos auxiliares no controlo de pragas e infestações.

Licença: 
CC Attribution-NonCommercial 2.0

As coleiras para gatos possuem diversas utilidades. Por exemplo, uma coleira identificativa pode ser uma forma de recuperar um gato perdido e as coleiras inseticidas são valiosos auxiliares no controlo de pragas e infestações. Contudo, há que ter alguns cuidados ao escolher a coleira para o gato. Confira quais!

Dimensão da coleira (largura)

Quer se trate de uma coleira decorativa, identificativa ou inseticida, a regra de ouro é sempre não deixar que a coleira fique nem muito larga, nem muito apertada ao pescoço do gato. Coleiras muito largas sairão facilmente e poderão até levar a que o gato se pendure pelo pescoço em ramos ou arbustos, podendo asfixiar. Por outro lado, coleiras apertadas demais tornam-se incomodativas para o animal e podem provocar alergias ou feridas por fricção. O ideal é que entre a coleira e o pescoço do gato caibam dois dedos humanos e pouco mais.

Dimensão da coleira (comprimento)

Assim como se deve ter bastante atenção com a largura da coleira também é importante que o seu tamanho não seja excessivo. Caso se deixe a ponta da coleira muito comprida o gato acabará por mordê-la ingerindo assim inseticida (caso se trate de uma coleira anti pulgas e carraças) com as naturais consequências daí decorrentes, ou em caso de ser uma coleira de plástico, couro ou cabedal, poderá ir mastigando e engolindo pequenos pedaços da coleira, provocando assim dores no estomago e possíveis intoxicações. O tamanho correto para uma coleira é dois ou três dedos além da fivela (caso se opte por uma coleira de fivela). O material excedente deverá sempre ser cortado com uma tesoura.

Material da coleira

Normalmente as coleiras para gatos são feitas em materiais não tóxicos e os seus acabamentos têm em conta a segurança dos animais no que diz respeito à ingestão de tintas e corantes. No entanto, é sempre conveniente observar atentamente a coleira e tentar recolher informações acerca do material com que foi feita. Coleiras mais baratas ou sem atestado de qualidade poderão por vezes incluir elementos nocivos para o gato e deverão ser deixadas de lado.

Material ideal para uma coleira de gato

Muitos donos de animais preferem as coleiras de elástico macio, pois oferecem melhores garantias de conforto e eficácia, não magoando o animal nem sendo fáceis de perder. Algumas destas coleiras elásticas possuem um sistema de ajuste ao pescoço do gato que as torna muito simples de utilizar. As coleiras elásticas podem ser totalmente elásticas ou apenas parcialmente elásticas. No caso das parcialmente elásticas apenas uma das pontas da coleira tem elástico, e o restante material é courinho, mais resistente do que o elástico mas mais pesado.

Durabilidade da coleira

As coleiras dos gatos devem ser feitas para durar e para resistir às traquinices próprias destes pequenos felinos. Escolher coleiras feitas em materiais menos nobres pode resultar num prejuízo maior do que a poupança conseguida aquando da aquisição. Plásticos muito maleáveis, borrachas que facilmente abrem gretas ou cordas plastificadas, podem funcionar perfeitamente durante algum tempo mas não são uma boa opção a longo termo.

Coleiras com penduricalhos

Embora alguns donos adorem as coleiras decorativas cheias de guizos e campainhas penduradas, a verdade é que para os gatos elas são um autêntico tormento. O gato é um felino, um predador que por instinto se move suave e silenciosamente. É impossível a um gato deslocar-se sem ser apercebido quando usa ao pescoço uma coleção de campainhas ou de sininhos a tilintarem constantemente! Mesmo os gatos domésticos, que não necessitam de caçar para sobreviver, apreciam a possibilidade de se moverem sem despertar suspeitas e gostam de se deslocarem de forma despercebida.

As coleiras para cães também servem para os gatos?

Algumas pessoas pensam que os produtos destinados a cães, coleiras inclusive, servem também para uso dos gatos e isso está errado. Coleiras de cães são em regra mais rijas, mais pesadas e maiores em tamanho e largura. As coleiras próprias para gatos contemplam a compleição física dos pequenos felinos e levam em consideração a sua delicadeza e elegância. Deve sempre optar-se por comprar uma coleira desenhada especificamente para gatos, por muito semelhantes que ambas possam parecer.

Embora os gatos não apreciem o uso de coleiras, é muito recomendável a utilização de uma coleira identificativa para os gatos que têm por costume sair à rua. A coleira pode fazer toda a diferença no que diz respeito à segurança, e desde que ensinados com paciência, praticamente todos os gatos acabam por se acostumar com o uso deste utensílio tão simples quanto eficaz.

Classifique o artigo

Publicidade