12 perguntas frequentes sobre o parto das gatas

Classifique o artigo

À semelhança das outras fêmeas do mundo animal, as gatas prenhas precisam de carinho e atenção, podendo ser ocasionalmente necessária alguma ajuda extra na hora do parto para que tudo corra bem.

Licença: 
CC Attribution-NonCommercial-NoDerivs 2.0

À semelhança das outras fêmeas do mundo animal, as gatas prenhas precisam de carinho e atenção, podendo ser ocasionalmente necessária alguma ajuda extra na hora do parto para que tudo corra bem. Há várias dúvidas e questões que surgem na cabeça dos seus humanos ao longo deste bonito processo. Vamos esclarecer as mais frequentes?

A partir de que idade as gatas podem emprenhar?

Normalmente a partir do primeiro contato sexual que tiverem com um gato macho, contato esse que pode ocorrer logo no primeiro cio da gata (por volta dos 5 ou 6 meses de idade). A duração do cio (de 2 a 15 dias) bem como a sua intensidade variam de gata para gata e dependem de factores como a raça, idade e as características de cada animal.

Acontece a gata ficar prenha logo após o primeiro contato com um gato?

Se não tiverem sido tomadas medidas extra como a castração, ou a administração de uma pílula contraceptiva, existem grandes probabilidades de que a gata fique prenha logo após o seu primeiro contato sexual. Principalmente as gatas mais jovens e saudáveis, que são mais férteis do que gatas com mais idade, costumam emprenhar após a primeira vez que entram em cio.

Como se pode saber se a gata está prenha?

Durante o primeiro mês de gestação é difícil ter a certeza que a gata está realmente prenha, no entanto, existem alguns indícios que aos olhos mais atentos saltam à vista desde cedo. A gata torna-se mais meiga e parece aumentar ligeiramente, tanto de peso, como de largura do abdômen. Visto de perfil o abdômen da gata começa a tornar-se arredondado, assim como as suas tetas avermelham, incham e aumentam de volume. Com o passar dos dias o acréscimo de peso da gata torna-se evidente e durante a terceira e a quarta semana de gestação podem acontecer vômitos matinais, devido às mudanças hormonais que se estão a desenrolar.

É a partir dos 40 dias de gestação que se pode confirmar com certeza que a gata está prenha, pois todos os indícios se confirmam e evoluem no sentido de prepararem o corpo do animal para o parto. A par do crescente aumento de peso e de volume do abdômen, a gata começará a registrar maiores alterações de comportamento, tornando-se a cada dia mais meiga e carente, precisando de atenção crescente e pedindo constantemente carinho. O aumento de apetite é também um dos vulgares sintomas que as gatas prenhas apresentam durante o período de gestação.

Pode proceder-se à apalpação da barriga da gata para avaliar do seu estado?

Nunca se deve proceder à apalpação da barriga de uma gata de que se desconfie poder estar prenha. Apenas um veterinário possui a destreza e a experiência necessárias para conseguir certificar o estado da gata durante o primeiro mês de gestação. Apalpações feitas por curiosos podem induzir à morte dos fetos e a sérios problemas de saúde para a gata. O melhor a fazer é aguardar até a confirmação evidente da natureza, ou levar a gata a uma consulta veterinária.

Como deve ser tratada uma gata prenha?

Uma gata prenha deve ser tratada de forma absolutamente normal. Pelo menos durante os primeiros tempos de gravidez não há razão para a gata ser impedida de saltar e brincar como até então.

A alimentação deve ser rica e variada mas não fornecida em excesso. Uma gata com peso excessivo pode vir a ter problemas na altura do parto e existe a possibilidade de que os filhotes nasçam com alguns problemas de saúde. Por outro lado, são de evitar dietas ou regimes alimentares destinados a provocar perda de peso nas gatas prenhas, pois precisarão de todas as energias para poderem superar o período de gestação e a altura do parto da melhor forma possível.

Nos últimos dias de prenhez a gata deverá poder comer tudo o que quiser, na quantidade que quiser e quando o entender. Também deverão ser observados alguns cuidados extras no que diz respeito ao exercício físico que a gata poderá ou não fazer, não sendo aconselhável que se esforce demais, apanhe muito frio, suba ou desça escadas ou permaneça molhada.

Quanto tempo dura o período de gestação das gatas?

As gatas permanecem prenhas durante um período de mais ou menos 63 dias. A duração do período de gestação pode, ainda que pouco significativamente, ser influenciado por alguns factores tais como a condição física do animal, exercício e alimentação, idade e raça.

Quais os sinais de que pode estar próxima a altura do parto?

Normalmente uns dias antes do parto a gata começa a dar sinais de alguma agitação e desconforto. Torna-se inquieta e principia a procurar o local que entende ser o mais favorável para dar à luz os seus filhotes. Procura o tabuleiro das necessidades com uma frequência muito maior e tanto pode comer vorazmente como pode quase não comer. Ocasionalmente poderão emitir sons desconcertantes e parecidos a queixumes prolongados, agindo como se estivessem em busca de alguma coisa.

Todos estes indicadores são sinais evidentes de que a grande hora está a chegar. No entanto, em caso de dúvida, há que não hesitar em recorrer ao veterinário para garantir de que tudo está a decorrer dentro do previsto.

Quanto tempo pode demorar um parto?

O tempo de duração de um parto de gata é variável e depende da rapidez com que a situação for evoluindo, mas regra geral não é inferior a 5 horas não superior a 12 horas.

Como podemos saber se está tudo a correr bem durante o parto?

O parto está a decorrer bem quando a gata se mostra tranquila e sem sinais evidentes de maior sofrimento ou stress. É no entanto normal que se registre agitação e até um pouco de agressividade por parte do animal se alguém se tentar aproximar, e é também normal a gata ficar ofegante e um pouco queixosa aquando do nascimento de cada um dos filhotes.

Como nascem os filhotes de gato?

Tal como os bebês humanos, os filhotes de gato nascem por via vaginal e apresentam cordão umbilical e placenta aquando da altura do nascimento. Uns filhotes nascem de cabeça, outros de patas, mas não há com o que se preocupar, pois isso é perfeitamente normal.

A gata lamberá cuidadosa mas energicamente cada filhote e tratará de eliminar os vestígios de cordão umbilical, comendo a placenta para que os seus gatinhos principiem a respirar e a moverem-se mais livremente.

Cada ninhada poderá ter de 1 a 8 gatinhos e o intervalo de nascimento entre cada um deles pode variar bastante. Durante o parto é normal que a gata se levante e se movimente um pouco, ou que procure beber água com abundância.

O que devem os donos da gata fazer enquanto decorre o parto?

A melhor postura é a de aguardar com calma e tranquilidade mantendo uma distância razoável, mas que permita a observação de todo o processo e uma rápida intervenção se for caso disso.

Quando é necessária a intervenção humana?

A intervenção humana apenas é necessária caso a gata apresente sinais de sofrimento ou de ansiedade excessiva. Também convém agir quando se verifica apatia ou total desinteresse da mãe gata pelos filhotes e quando esta se recusa a lavar as crias ou a cuidar do cordão umbilical e dos restos da placenta.

Em caso de agressividade da gata para com os filhotes também é importante que os donos intervenham e tomem conta das crias da melhor forma que poderem. Para prestar um socorro conveniente convém que haja informação prévia sobre os procedimentos a ter em caso de urgência e que se entre em contato com o veterinário para pedir apoio caso necessário.

Classifique o artigo

Publicidade