O gato bengal - Um gato diferente!

Classifique o artigo

O gato Bengal é conhecido como o gato doméstico com ar selvagem. Com uma pelagem exótica digna de qualquer savana, e uma personalidade capaz de fazer apaixonar qualquer pessoa, o Bengal é definitivamente único!

O gato bengal
Licença: 
CC Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.0

O gato Bengal é conhecido como o gato doméstico com ar selvagem. Com uma pelagem exótica digna de qualquer savana, e uma personalidade capaz de fazer apaixonar qualquer pessoa, o Bengal é definitivamente único! Apesar de ser parecido com um leopardo, seus criadores insistem que o Bengal é tão adorável, simpático e dócil como qualquer outro gato doméstico. Conheça a história e as principais características desta raça fascinante!

História

Com a sua pelagem malhada distintiva, o Bengal parece um gato selvagem à espreita, mas apesar de um dos seus antepassados ser o pequeno gato-leopardo asiático selvagem, o Bengal é indiscutivelmente um gato doméstico.

Esta raça adquiriu seu nome através da designação científica do gato-leopardo asiático, Felis Bengalensis. Ela foi criada através do cruzamento entre o gato-leopardo asiático - que nas décadas de 1950 e 1960 estavam à venda em lojas de animais - e gatos shorthair domésticos. Jean Mill, uma criadora na Califórnia, foi a primeira a fazer tal cruzamento, mas não porque pretendia criar uma nova raça. Ela tinha adquirido um gato-leopardo e permitiu que este convivesse com seu gato doméstico, de modo a que não se sentisse sozinho. Para sua surpresa, uma vez que jamais imaginara que as suas espécies acasalassem, deparou-se com uma ninhada de gatinhos, da qual manteve para si a única fêmea com manchas. Ao acasalá-la com o seu pai, produziu uma ninhada consistente de gatinhos manchados.

Simultaneamente, o Dr. Willard Centerwall estava cruzando gatos-leopardo asiáticos com gatos domésticos na Universidade de Loyola. Os gatos-leopardo eram resistentes ao vírus da leucemia felina, pelo que os investigadores estavam interessados em descobrir se o traço poderia ser transmitido aos descendentes híbridos.

Vários criadores se interessaram em desenvolver os gatos como uma raça, tendo os cruzamentos ocorrido com diversas raças. Os gatos Bengal são hoje considerados um gato doméstico, e qualquer Bengal adquirido deve estar pelo menos quatro gerações distanciado de qualquer antepassado com linhagens selvagens.

A primeira associação a reconhecer o gato Bengal foi a International Cat Association, que concedeu o status experimental à raça em 1983, seguido do reconhecimento pleno em 1991. O Bengal é também reconhecido pela American Cat Fanciers Association, a Canadian Cat Association e a United Feline Organization.

Os gatos Bengal foram tão procurados, que uma mulher britânica pagou mais de 50.000 dólares pelo seu exemplar em 1990, fazendo deles o "Rolls Royce" dos companheiros felinos. Incrível, né?

Características Físicas

Trata-se de um gato de grande porte, pesando entre 4kg a 7kg, ou até mais! O Bengal destaca-se entre os demais gatos pela sua pelagem exuberante, densa, e extremamente macia. As manchas do Bengal, tal como num leopardo, são aleatórias, podendo estar alinhadas horizontalmente com rosetas que formam um meio círculo, ou assumindo um padrão mármore. As cores preferidas são manchas pretas ou castanhas, mas os criadores também já conseguiram desenvolver Bengals com manchas brancas. Acima de tudo, as manchas devem estar em nítido contraste com a cor do fundo.

Os gatos Bengal possuem muitas vezes uma característica chamada “brilho”, como se o pelo tivesse sido polvilhado com ouro ou pérola. Embora esta característica que ocorre naturalmente aumente a beleza natural do Bengal, e seja preferida por algumas pessoas, não lhe é dada preferência especial no meio dos espetáculos e torneios de felinos.

O Bengal é um gato longo, muscular, com cabeça e focinho largos, maçãs do rosto salientes, e almofadas dos bigodes denunciadas. Os olhos são redondos e largos, com manchas escuras em torno dos olhos e as orelhas são pequenas e arredondadas nas pontas. O fato de possuir a graça de um gato selvagem é tido como uma das características mais positivas, juntamente com a capacidade de se mover em silêncio e com discrição. As patas traseiras são ligeiramente mais longas do que as da frente, enfatizando a aparência selvagem do Bengal. Esse gato é, sem dúvidas, um espanto!

Personalidade

O Bengal é super ativo e altamente inteligente! Isso faz dele uma companhia divertida, mas às vezes pode ser um desafio. No geral, o Bengal é um gato confiante, falador, amigável, e que está sempre alerta. Nada escapa à sua atenção. Ele gosta de jogar jogos e é um gênio em truques de aprendizagem. Os gatos Bengal que estejam aborrecidos podem desenvolver alguns hábitos não convencionais (e ligeiramente destrutivos), incluindo: desligar e ligar freneticamente os interruptores da luz, e arrancar CDs do leitor de DVDs.

Está a pensar adquirir um? Se prepare, pois esta raça gosta de brincar na água, ele não tem qualquer problema em atirar-se para a banheira ou saltar para o chuveiro. Aquários e lagos com peixes podem estar em risco graças às suas patas ágeis e inteligência. Ele também gosta muito de subir, pelo que será encontrado a empoleirar-se no ponto mais alto sempre que tal for possível. É nestas atitudes que ele revela o seu lado mais selvagem!

Nas raras ocasiões em que ele não está a balançar-se nos lustres ou nadar na piscina, o Bengal afetuoso terá o prazer de se sentar no colo do dono. Escusado será dizer que ele vai compartilhar a cama do mesmo. E sim, como qualquer outro gato, ele rouba seus cobertores!

Saúde

Tanto os gatos com pedigree, como os gatos sem raça têm diferentes incidências de problemas de saúde, que podem ser de natureza genética. Os Bengal são geralmente saudáveis, mas as seguintes enfermidades têm sido encontradas na raça:

  • Neuropatia distal, um distúrbio do sistema nervoso que provoca fraqueza. Pode ocorrer nos Bengal logo no primeiro ano de idade. Felizmente, muitos gatos recuperam por conta própria, embora alguns tenham recaídas.
  • Displasia da anca que, em casos graves, pode causar claudicação.
  • Cardiomiopatia hipertrófica, uma forma de doença cardíaca que é hereditária em algumas raças.
  • Luxação da patela, uma luxação hereditária da rótula que pode variar de leve a grave. Os casos graves podem ser aliviados com a cirurgia.
  • Atrofia progressiva da retina, uma doença degenerativa do olho.

Cuidados

O casaco de pelo grosso do Bengal é facilmente tratável com uma escovagem semanal para remover pelos mortos e distribuir a oleosidade da pele.

Escovar os dentes para prevenir a doença periodontal é de extrema importância, sendo que o ideal é que a higiene dental seja diária. As unhas devem ser aparadas a cada duas semanas. Deve-se limpar os cantos dos olhos com um pano macio e úmido para remover qualquer secreção – é aconselhável usar uma área separada do pano para cada olho, evitando assim o risco de propagação de uma infeção. Os ouvidos devem ser conferidos semanalmente. Se parecerem sujos, há que limpá-los com uma bola de algodão ou pano macio humedecido com uma mistura de 50-50 vinagre de cidra e água morna. Evitar o uso de cotonetes, que podem danificar o interior do ouvido!

É boa ideia manter o Bengal como um gato de casa, de modo a protegê-lo de doenças transmitidas por outros gatos, ataques de cães ou outros perigos que enfrentam os gatos de exterior, como por exemplo, o atropelamento. Mantê-lo dentro de casa também protege pássaros locais e animais selvagens deste ávido caçador. Se possível, deverá ser construído um grande recinto ao ar livre, onde ele possa saltar e escalar com segurança. Tenha muita atenção, pois no exterior, o gato Bengal também corre risco de ser roubado por alguém que gostaria de ter um destes exemplares sem ter que pagar por isso.

Crianças e outros animais

O Bengal, por ser ativo e social, é uma escolha perfeita para famílias com crianças e cachorros que aceitem gatos. Ele aprende truques facilmente e adora a atenção que recebe de crianças! É inteligente o suficiente para sair do caminho dos bebês, mas ama as crianças em idade escolar, porque elas são uma correspondência face ao seu nível de energia e curiosidade. Nada o assusta - nem mesmo cachorros - e ele terá todo o prazer de fazer amizade com eles.

Tal como muitos gatos ativos, os Bengal têm um enorme instinto de caça, pelo que não devem ser confiados com animais menores, tais como: hamsters, coelhos e porquinhos-da-Índia.

Créditos: 1, 2, 3, 4

Classifique o artigo

Publicidade