Como viajar de automóvel com seu gato

Classifique o artigo

Como gatos que somos, as mudanças não são muito bem toleradas. E uma das mudanças que nos faz mais confusão é viajar. Viajar pode ser um momento de grande stress, quer para nós, quer para nossos donos.

Licença: 
CC Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.0

Como gatos que somos, as mudanças não são muito bem toleradas. E uma das mudanças que nos faz mais confusão é viajar. Viajar pode ser um momento de grande stress, quer para nós, quer para nossos donos. Por isso, vão ficar aqui alguns conselhos para fazer das viagens de carro com seu gato, um pouco mais confortáveis para ambos!

Para uma viagem de carro, mais curta ou mais longa, não considere que será apenas colocar o seu gato numa jaula dentro do carro! Estas são algumas das dicas que deve ter em atenção:

  1. Durante a viagem, mantenha o seu gato seguro num transportador e sempre bem ventilado. Estes existem em diversos formatos e em diversos tamanhos e materiais. Certifique-se que o transportador tem espaço para o seu gato ficar em pé, sentado, para se movimentar e ser capaz de se virar sem dificuldade. É muito importante que esse transportador seja previamente usado em casa, para que seu gato se sinta à vontade dentro dele.  
  2. O transportador deve sempre estar bem seguro com o cinto de segurança, ou de uma forma que não seja capaz de mover-se. Certifique-se que o transportador está bem preso para não tombar, ou até virar, o que pode acontecer com uma travagem do automóvel, e acabar por traumatizar seu gato. Deve também ser colocado na zona do carro onde não incida sol diretamente.
  3. Se vai fazer uma viagem maior, bem antes, deve habituar seu gatinho a curtos passeios, e ir gradualmente aumentando o tempo passado no carro... principalmente se ele for um gato que está habituado a estar sempre dentro de casa. Comece por levar seu gato para o carro no transportador, ligue o motor, e de seguida dê-lhe uma guloseima. Vá fazendo isto várias vezes; depois comece a fazer pequenos passeios de automóvel, e recompense sempre com uma guloseima. Vá aumentando o tempo do passeio de carro, até ele se sentir à vontade com este tipo de situação.
  4. Antes de fazer uma viagem mais longa, deve dar uma refeição leve 3 a 4 horas antes da partida, para que seu gatinho não enjoe e vomite. Não alimente o seu amigo num carro em movimento, mesmo que seja uma viagem longa. Se estiver na hora de comer, deve fazer uma paragem e, com toda a calma, deixar que ele coma. Tenha em atenção em ter sempre a trela presa, pois ele pode fugir num local desconhecido.  
  5. Nunca deixe o seu gato sozinho dentro do automóvel. Em um dia de calor, mesmo que tenha as janelas abertas, um automóvel ao sol pode tornar-se num forno em muito pouco tempo, acabando seu gato com um ataque cardíaco fulminante. No tempo mais fresco, o carro pode, pelo contrário, virar uma geladeira, levando o seu gato a morrer de hipotermia.
  6. Tenha preparado um kit de viagem: toalhitas de papel, comida, água, trela, sacos de plástico, medicação, o boletim de vacinas, caixa de areia, brinquedo favorito e a manta fofinha predileta para o gatinho poder sentir o cheiro, bem como algo familiar.
  7. Deve sempre colocar um microchip de identificação no seu gato, uma coleira com o nome e contacto, bem como outra informação relevante.
  8. Nunca permita que o seu gato ande livre no carro, ou que coloque a cabeça fora da janela. Ele poderá saltar pela janela, ou assustar-se, saltar e provocar um acidente.

Boa viagem!

Classifique o artigo

Publicidade