7 fatos sobre a castração de gatos

Classifique o artigo

Cuidar de um gato vai além de ter sempre comida e água fresca sempre disponível. Há que ter em conta vários fatores relativos à saúde do animal, inclusive a castração.

Gato castrado
Licença: 
CC Attribution 2.0

Cuidar de um gato vai além de ter sempre comida e água fresca sempre disponível. Há que ter em conta vários fatores relativos à saúde do animal, inclusive a castração. A castração de um gato ou esterilização de uma gata são procedimentos comuns, especialmente em gatos de casa ou com acesso à rua. Falemos então da castração de gatos, de modo a que tire algumas das suas dúvidas.

1. Acalma o gato no que diz respeito aos cios e em geral

Qualquer dono de gato sabe que, nessas alturas, o gato poderá tornar-se insuportável. Não só fará barulho, miando alto a qualquer hora – incluindo a noite, impedindo todos de dormirem descansados – sendo carente e tentando acasalar com outros animais da casa, podendo danificar objetos também. Terá também sintomas como falta de apetite ou recusa de dormir. Ao castrar o seu gato, está a fazer com que estes períodos de inquietação terminem e com que o seu gato se torne mais meigo e calmo.

2. Controlo de natalidade

Se tem mais do que um gato em casa, machos e fêmeas, deverá pensar seriamente em castrar ou esteriliza-los, partindo da ideia de não querer que estes acasalem. A castração é também especialmente benéfica quando o gato em questão tem acesso à rua ou pertence a uma colônia. Uma gata tem vários cios ao longo do ano e em cada ninhada poderá parir múltiplos gatinhos e os gatos com cio chegam a desaparecer em busca de gatas com cio para acasalar. Se pretende manter os seus gatos em segurança, sem que tentem fugir e se não pretende que os de casa acasalem com os do exterior, a castração ou esterilização são procedimentos que deverão ser feitos.

3. Marcação de território

Os gatos, como felinos que são, são animais territoriais que têm no seu instinto a necessidade de marcar o seu território de modo a afastar potenciais concorrentes ao seu espaço, sejam eles de fato intrusos ou outros animais da casa. Os gatos macho têm a tendência de marcar o seu território – ou seja, a sua casa – através da urina. A urina de gato é difícil de limpar e larga um cheiro profundo. Castre o seu gato e este deixará de ter esse hábito.

4. A castração é definitiva

A castração é definitiva, isto é, a partir do momento em que é feita a operação, o seu gato não poderá acasalar e ter filhotes, nunca mais. Há quem defenda que, especificamente no caso das gatas, deverá deixar que haja uma ninhada antes da esterilização, no entanto, para controlo de natalidade e cios, a castração ou esterilização deve ser feita assim que possível.

5. Altura para a castração ou esterilização

Um gato ou gata não poderão ser esterilizados enquanto são muito jovens, tendo que se aguardar até que estes tenham uma certa idade para que se possa pôr o procedimento em prática. Normalmente é possível efetuar a castração a partir dos 6 meses de idade.

6. Risco e sofrimento

Embora cause a muitos tutores um certo constrangimento por fazerem o seu gato passar por uma operação, os riscos são diminutos. No que diz respeito a dores, existirão algumas, bem como desconforto, no entanto, os animais serão devidamente anestesiados e medicados para que a experiência não seja demasiado negativa.

7. Preço e recuperação

Apesar de existir um espectro bastante grande de preçários mediante o médico veterinário que escolher, existem opções acessíveis. A recuperação é mais fácil e rápida nos machos do que nas fêmeas.

Classifique o artigo

Publicidade